As duas peças foram compradas em leilão pelo advogado e escritor brasileiro José Paulo Cavalcanti Filho.
A secretária e a máquina de escrever com que Fernando Pessoa trabalhou foram esta terça-feira vendidas por 80 mil euros num leilão organizado pela World Legend, em Lisboa.

A máquina de escrever, da marca Royal, foi comprada por 22 mil euros. José Paulo Cavalcanti Filho levou a melhor numa renhida disputa. O negócio da noite ainda estava, no entanto, por se fazer. Com quatro gavetas de cada lado e o interior forrado a pele verde, a secretária em mogno acabou arrematada por 58 mil euros.

As duas peças foram usadas por Fernando Pessoa quando trabalhava na Sociedade Portuguesa de Explosivos. Em 2008, fizeram parte da exposição que comemorou os 120 anos do nascimento do escritor.

Agora, seguem agora para casa de Cavalcanti, que ainda há pouco tempo publicou “Fernando Pessoa – Uma quase biografia”.