Publicidade

O projeto irá custar 10 milhões de euros e deverá estar concluído em julho de 2015.
O projeto da casa das seleções, que agora é conhecida como Cidade do Futebol, foi apresentado, esta quarta-feira, no Estádio Nacional, local onde irá ser construído.

Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) explicou que o projeto vai custar 10 milhões de euros e que a sua conclusão está prevista para julho de 2015. O presidente explicou que 40% do montante necessário será financiado pela UEFA e pela FIFA. A UEFA irá comparticipar três milhões de euros e a FIFA financia perto de um milhão. O restante virá do orçamento da FPF, obtido em grande parte pelas receitas dos jogos particulares da seleção.

A Cidade do Futebol vai instalar-se no Completo Desportivo do Jamor e irá dotar o país de um centro especializado do futebol, com condições ideais para o treino das seleções nacionais.

A infraestrutura ocupará duas áreas, com cerca de sete hectares cada. O primeiro espaço, situado no Alto da Boa Viagem, será o cerne da cidade do futebol, onde irão funcionar os campos e centros de treino os gabinetes de gestão.

O segundo espaço, na Quinta do Balteiro, estará mais vocacionado para as seleções jovens e para as seleções femininas, privilegiando a formação.

O projeto terá concluída a sua fase de candidatura em dezembro de 2013, a obra adjudicada em janeiro de 2014 e a conclusão das obras prevista para julho de 2015.

A construção deste espaço foi um dos principais pontos do programa de candidatura de Fernando Gomes à presidência da FPF e é uma infraestrutura há muito ambicionada pelo organismo. A implementação no Jamor vem substituir o projecto inicialmente pensado para Almargem do Bispo, em Sintra, ainda durante a presidência de Gilberto Madaíl.