Portugal conquistou seis prémios na Gala das Estrelas do Futebol de Praia, realizada no último sábado no Dubai
Madjer foi eleito o melhor jogador e Mário Narciso o melhor treinador na Gala das Estrelas do Futebol de Praia, que se realizou no último sábado no Dubai, onde Portugal conquistou seis prémios.

A conquista do Campeonato do Mundo e a Superfinal da Liga Europeia foram argumentos de peso para a equipa nacional, que viu ainda o júri reconhecer o Mundial de Espinho como o Melhor Evento do ano.

O saelecionador Mário Narciso foi consagrado como Melhor Treinador do Ano, superando o russo Mikhail Likhachev e o selecionador do Taiti, Tehina Rota, finalista vencido no último Mundial de Futebol de Praia.

Madjer foi considerado o Jogador Ano, levando a melhor sobre o brasileiro Bruno Xavier e o taitiano Taiarui. O capitão da “equipa das quinas” venceu ainda a categoria do Melhor Golo de 2015 e viu o seu nome no Cinco Ideal do Ano.

O Prémio Revelação de 2015 também foi atribuído a um jogador português, Bê Martins, uma das figuras da conquista do título mundial e europeu.

“Olhando para o que se fez, no final, merecemos a distinção”, declarou o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, visivelmente satisfeito por bater a concorrência da Liga Europeia, disputada em Baku, no Azerbaijão.

A Gala das Estrelas do Futebol de Praia é organizada anualmente pela Beach Soccer World Wide. Na eleição dos prémios individuais, votaram os treinadores e os capitães de 71 seleções nacionais de todo o mundo.