Fotografia: Centro de Ciência Viva de Estremoz
Publicidade

O Centro Ciência Viva de Estremoz recebe, de 14 a 16 de abril, o XI Congresso Nacional Cientistas em Ação, iniciativa que há 11 anos procura atrair jovens para a ciência e a tecnologia. O evento pretende fortalecer o contacto, a troca de ideias e experiências entre alunos, professores e cientistas, prevendo a realização de pequenos projetos científicos e a atribuição de apoios aos melhores.

“Privilegia-se a comunicação científica, a qual é reflexo do trabalho realizado com o professor em sala de aula. Em contexto de congresso, esta comunicação é apresentada e defendida perante os colegas, investigadores, cientistas e elementos do júri, em painéis e por nível de escolaridade, à semelhança de um verdadeiro congresso científico…”, revela o Centro De Ciência Viva de Estremoz, que organiza a iniciativa.

Os trabalhos devem estar relacionados com a temática geral do funcionamento do nosso planeta Terra, mas não se limitam às disciplinas de Ciências Naturais, Biologia/Geologia. “O funcionamento do nosso planeta só pode ser compreendido pela conjugação de várias ciências como a Física (e.g. forças), a Química (e.g. reações químicas), aInformática (e.g. modelar os fenómenos naturais) ou a Biologia (e.g. a evolução dos seres vivos não se fez à revelia da evolução do próprio planeta)”, explica a instituição.

Acompanhados pelo professor, podem participar alunos de todas as instituições de ensino (públicas e privadas) desde o 1.º ciclo do ensino básico ao secundário, individualmente ou em grupo (até quatro elementos).  Os trabalhos devem ser acompanhados de um resumo, com um máximo de duas páginas, contendo os objetivos, materiais, métodos, resultados e discussões e podem ser enviados em formato digital até dia 3 de abril.

Os projetos vão ser apresentados pelos jovens cientistas, sob a forma de atividade experimental e/ou maqueta, acompanhados de uma breve comunicação oral, de 15 minutos por grupo. Os três melhores vão receber materiais necessários à construção dos módulos científicos experimentais, como kits científicos, livros, brindes ou troféus. Todos os participantes (alunos e professores) têm direito a um certificado de participação e, caso o júri considere, poderão ser atribuídas menções honrosas a alguns dos trabalhos.

O Congresso Nacional Cientistas em Ação foi criado no ano letivo de 2005/2006 e, anualmente, junta num mesmo espaço estudantes, professores e investigadores universitários.