Imanol Estevez é o primeiro camisola amarela da Volta ao Alentejo. Fotografia: Volta ao Alentejo
Publicidade

O espanhol Imanol Estevez, da equipa Euskadi Basque Coutry / Murias, venceu a primeira etapa da 34ª Volta ao Alentejo, ao percorrer os 158 quilómetros entre Portalegre e Castelo de Vide em 3h55m27s.

O ciclista basco é, assim, o primeiro camisola amarela da ‘Alentejana’, no dia em que David de la Fuente e Jesús Exquerra, ambos do Sporting Tavira, foram segundo e terceiro, respetivamente.

O melhor jovem do Grande Prémio Liberty Seguros aproveitou o facto de grande parte dos homens mais rápidos ter ficado para trás nas quatro montanhas da tirada e superiorizou-se ao minipelotão que discutiu as primeiras posições.

Na geral, Imanol Estévez tem 4 segundos de vantagem sobre David de la Fuente e 5 segundos sobre Krister Hagen (Team Coop-Oster Hus), que lhe sucedem na tabela.

“Foi uma etapa muito dura, sobretudo após a subida logo à saída de Portalegre [Cabeço de Mouro]. O pelotão ficou reduzido a cerca de 50 homens. Sabíamos que neste grupo restrito, poderíamos aproveitar os topos finais para vencer. A equipa trabalhou para isso e eu ganhei. Vínhamos com intenção de conquistar uma etapa, mas agora tentaremos defender a camisola amarela”, revela Imanol Estévez.

Os primeiros 100 quilómetros, planos, foram animados por uma fuga a quatro: Ivo Oliveira (Liberty Seguros/Carglass), Krister Hagen (Team Coop-Oster Hus), Remi Cavagna (Klein Constantia) e Alexander Vdovin (Lokosphinkx). O russo resistiu cerca de 30 quilómetros em cabeça de corrida e os restantes aguentaram até à entrada na zona montanhosa da viagem.

O algarvio Amaro Antunes, da LA Alumínios-Antarte, desferiu um poderoso ataque na subida mais dura, em Cabeço de Mouro, acabando por vencer as três primeiras contagens de montanha da competição. No entanto, não resistiu à perseguição movida pela W52-FC Porto, que o alcançou a cerca de 25 quilómetros da meta. A fuga valeu-lhe, ainda assim, a classificação da montanha.

Imanol Estévez é o primeiro por pontos, Tao Geoghegan Hart (Axeon-Hagens Berman) é o melhor jovem e o Sporting-Tavira lidera coletivamente.

A segunda etapa, a mais extensa da prova, corre-se nesta quinta-feira, numa ligação 206,2 quilómetros, entre Monforte e Montemor-o-Novo, com a meta, no castelo, a coincidir com uma contagem de montanha de quarta categoria.

Veja o resumo da 1ª etapa da “Alentejana”: