Imagem da Volta ao Alentejo 2015

A 34ª Volta ao Alentejo partiu há momentos para a estrada com a certeza de que no domingo vai haver um novo vencedor, o 34º de uma prova que nunca foi ganha duas vezes pelo mesmo ciclista, feito único entre corridas por etapas do calendário da União Ciclista Internacional (UCI).

A certeza vem do facto de não haver qualquer antigo vencedor entre os 170 inscritos para esta edição, que, até domingo, vai percorrer 907,8 quilómetros entre Portalegre e Évora.

 

Na ausência dos três primeiros classificados de 2015, o português Samuel Caldeira (W52-FC Porto), 4º no ano passado, vai partir com o dorsal número um, esperando que este seja sinónimo de uma vitória que escapa aos ciclistas lusos há dez anos, ano em que Sérgio Ribeiro venceu a ‘Alentejana’.

As primeiras pedaladas da 34ª edição foram dadas ao meio-dia, hora da partida simbólica, com o pelotão a seguir rumo à meta volante do Crato, situada logo ao quilómetro 17. As 22 equipas – entre elas dez internacionais – vão depois passar por mais dois ‘sprints’ intermédios, em Monforte (57,4 km) e Portalegre (99), antes de enfrentarem a mais alta contagem de montanha desta edição, uma segunda categoria em Cabeço de Mouro (102,2).

Antes da chegada, prevista para depois das 16:00 horas, na Rua de Bartolomeu Álvares da Santa, em Castelo de Vide, a caravana vai ter ainda mais três contagens no percurso: a de 3.ª de Monte Paleiros (107,3), a de 4.ª do Marvão (118) e a de 3.ª da Senhora da Penha (138,6).

Programa da 34ª Volta a Portugal:

1ª etapa, 16 de março: Portalegre-Castelo de Vide, 158 quilómetros

2ª etapa, 17 de março: Monforte-Montemor-o-Novo, 206,2 quilómetros

3ª etapa, 18 de março: Portel-Beja, 186,6 quilómetros

4ª etapa, 19 de março: Aljustrel-Grândola, 184, 7 quilómetros

5ª etapa, 20 de março: Santiago do Cacém-Évora, 172, 3 quilómetros