O lince ibérico representado por Bordalo II
Publicidade

Por estes dias, quem passa na rua do Carmo, em Viseu, pode assustar-se. Um grande lince ibérico mira-nos a direito com os seus belos e enigmáticos olhos verdes, mas sem qualquer ar ameaçador. É a mais recente obra do artista Bordalo II e a sua inauguração, esta sexta-feira, marca o arranque do festival de arte urbana Viseu_ Cult.Urb, que decorre até abril.

O felino é o protagonista de um trabalho levado a cabo durante uma residência artística no Carmo’81 e é também o episódio viseense da série Big Trash Animals, na qual Bordalo II tem representado diferentes animais em várias cidades do país.

A inauguração está marcada para amanhã, às 16:00 horas, e constitui o primeiro momento do festival levado a cabo pela Acrítica Cooperativa Cultural em parceria com a Câmara Municipal de Viseu. No mesmo dia, às 23:00 horas, realiza-se o White Haus Djset, com João Vieira, membro dos projectos X-Wife e White Haus, ex-DJ Kitten.

Até abril, o Viseu_ Cult.Urb vai apresentar uma programação diversificada, com destaque para a Mostra Internacional de Zines, Fanzines e Edições de Autor, que começa no dia 2 desse mês, um Workshop de Construção e Manipulação de Marionetas, por Sandra Neves, do Teatro de Marionetas do Porto (9 e 10 de abril), ou a apresentação de “Pontes de Sarajevo”, composto por 13 curtas de 13 realizadores europeus, entre os quais Teresa Villaverde, com o filme “Sara e sua mãe”, distribuida por Alambique (29 de abril).