Imagem: FPF

A Cidade do Futebol, nova “casa” das seleções nacionais da modalidade, abre portas esta quinta-feira, numa cerimónia marcada para o início da tarde nan qual vão estar o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa.

O espaço, construído ao longo dos últimos 17 meses, situa-se no Alto da Boa Viagem, em Oeiras, junto ao Estádio do Jamor, e, além de centro logístico e de treinos, vai acolher a sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Já em abril a Cidade do Futebol vai receber os serviços da FPF e, em maio, a seleção nacional vai estrear os relvados na preparação do Campeonato da Europa de França, nos meses seguintes.

A inauguração está marcada para hoje, às 15:00 horas, mas a nova menina bonita do futebol português só vai estar totalmente operacional em abril. Ainda há luzes por instalar ou máquinas de ginásio por colocar, por exemplo.

A Cidade do Futebol inclui três relvados e meio – o mais pequeno é para os guarda-redes -, 11 balneários, dois ginásios, uma piscina de hidromassagem e muita gente à disposição das 22 seleções que o espaço há de receber. Em aberto está a possibilidade de construir dois campos de futebol de praia.

Os relvados vão servir apenas para treinos e competições jovens, a primeiro dos quais já este fim de semana, com 84 jogadores a disputarem o Torneio das Seleções Nacionais sub-15. A Federação Portuguesa de Futebol admite também a hipótese de receber seleções de outros países, de forma a rentabilizar o projeto.

O projeto, uma das bandeiras eleitorais do presidente da FPF, Fernando Gomes, custou 15 milhões de euros e teve uma comparticipação a fundo perdido de cerca de um milhão de euros da FIFA e 6,5 milhões da UEFA.