Publicidade

Uma equipa de cientistas europeus está apostada em avaliar o desempenho de ciborgues e, para isso, vai promover, em outubro, os primeiros Jogos Olímpicos para estas pessoas.

A competição, designada ‘Cybathlon’, vai decorrer em Zurique, na Suíça, e o objetivo é medir a performance das novas tecnologias que ajudam pessoas com algum tipo de deficiência física.

Ao contrário dos Jogos Olímpicos ‘normais’, em que os atletas com ‘melhoramentos’ são encarados como tendo uma vantagem injusta, o Cybathlon encoraja a que estes ‘melhoramentos’ estejam presentes.

 

Numa corrida de bicicletas, por exemplo, as pessoas paraplégicas vão conseguir competir através de um sistema de estimulação elétrico que faz os músculos moverem as suas pernas.

O  ‘Cybathlon’ vai incluir ainda outras provas, mais direcionadas para atividades do quotidiano, como abrir frascos de geleia ou subir degraus com próteses.

O evento está a ser promovido pelo Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Zurique (ETH Zurich), que espera a participação de 80 equipas.
A competição é menos sobre força e velocidade, e mais sobre controle do corpo e do dispositivo”, explicou o organizador do evento, Robert Riener, ao site IEEE Spectrum. Os concorrentes vão ser chamados, por isso, de pilotos e não atletas.