A Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM) anunciou a abertura das candidaturas para a segunda edição do Prémio INCM/Vasco Graça Moura, que em 2016 distingue inéditos de Ensaio na área das Humanidades e cujos interessados podem submeter os seus textos até 30 de agosto.

O júri mantém a composição da edição anterior – José Tolentino Mendonça (presidente), Jorge Reis-Sá e Pedro Mexia — e vai anunciar a sua decisão a 30 de setembro. A obra vencedora vai ser publicada pela INCM e o seu autor receber um prémio pecuniário no valor de 5 mil euros.

A INCM revela que, com a criação deste prémio, “dá continuidade à sua missão, enquanto editora pública, de promoção e preservação do património da língua e da cultura portuguesas ao mesmo tempo que homenageia a figura incontornável e exemplar de Vasco Graça Moura enquanto cidadão, intelectual e antigo administrador da empresa, responsável pelo pelouro editorial”.

O galardão tem uma periodicidade anual e visa distinguir obras inéditas nas áreas de atuação em que Vasco Graça Moura se destacou, nomeadamente na Poesia, no Ensaio e na Tradução.

A obra “História do século vinte”, de José Gardeazabal, venceu a primeira edição do Prémio INCM/Vasco Graça Moura, em 2015, que distinguiu trabalhos inéditos de poesia e que reuniu mais de duas centenas de candidaturas.

COMPARTILHAR