Anos Dourados: Como envelhecer bem? ...by Descla

“Quanto mais envelhecemos, mais precisamos de ter que fazer. Mais vale morrer do que arrastarmos na ociosidade uma velhice insípida: trabalhar é viver”. As palavras de Voltaire, um dos mais conhecidos filósofos franceses, poderiam ser resumidas no tão comum “parar é morrer” e definem o que muitos pensam quando são mais novos mas nem tantos fazem quando chegam à velhice.

Um estudo internacional publicado no início deste mês mostra duas realidades inquietantes: Portugal é um dos dez países mais envelhecidos do mundo – 23 % da população tem 65 ou mais anos – e os portugueses com mais de 50 anos tendem a ter uma qualidade de vida inferior à média europeia. Segundo o inquérito SHARE – Survey of Health, Ageing and Retirement in Europe, para este último facto muito contribui o nível de escolaridade dos portugueses com mais de 50 anos, que é de 5,79 anos, bastante abaixo da média dos restantes países (10,4), e o rendimento familiar destas pessoas, de cerca de 20 mil euros anuais, aquém dos 30 mil de média europeia.

Leia mais aqui.