Decorreu em lisboa, de 7 a 10 de novembro, o Web Summit, maior evento do mundo na área de tecnologia, que trouxe a lisboa 53.056 pessoas de 166 países diferentes.

Quase 1500 startups tiveram aqui a oportunidade de mostrar os seus produtos a investidores, incluindo 66 empresas portuguesas.

Na conferência de abertura, que contou com Paddy Cosgrave, fundador do web summit, e António Costa, primeiro-ministro português, entre outros oradores, cerca de 3000 pessoas já não conseguiram entrar no Meo Arena devido à lotação. Mas este não foi o único problema, pois quando o fundador do web summit tentou partilhar o streaming do evento, supostamente o wi-fi falhou. Em conferência de imprensa Paddy Cosgrave explicou que o problema foi do seu telemóvel, quando tentou fazer a ligação pela primeira vez no palco.

Questionado acerca do futuro, Paddy Cosgrave afirma: “Quando começámos, com 400 pessoas, a ideia de duplicar de tamanho era ambiciosa, mas fomos capazes de o fazer” (…) mas há limites máximos. Não penso que tenhamos condições em competir com o Papa nos próximos tempos em termos de escala do evento”. Desde o primeiro Web Summit, há seis anos atrás, o número de participantes tem vindo a aumentar exponencialmente. No ano passado a organização decidiu mudar o evento para a capital portuguesa, pois Dublin já não estava a conseguir tantos participantes. Um outro fator que aumentou exponencialmente foi o número de mulheres que estiveram presentes no web summit, cerca de 42%, o dobro da edição anterior. De acordo com Paddy Cosgrave, esse aumento deve-se ao esforço que a organização fez para convencer mais mulheres a participar no evento.

200 milhões de euros para apoiar empresas 

Durante o web summit foram anunciados dois fundos, um português e outro europeu, de apoio às empresas. “O Estado põe 200 milhões de euros mas quem decide a sua aplicação são os investidores internacionais ou nacionais que escolhem as melhores empresas, os melhores projectos, a quem é necessário assegurar ‘venture capital’ [capital de risco] para poderem arrancar e desenvolver a sua actividade”, anunciou o primeiro-ministro português.

Carlos Moeda, comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, anunciou um novo fundo de investimento que deverá ultrapassar os mil milhões de euros para apoiar o crescimento das empresas na Europa. Em conferência de imprensa, salientou: “hoje as empresas nascem na Europa, (…)mas depois começam a crescer e têm que ser vendidas, muitas vezes, a fundos norte-americanos ou outros porque nós não temos fundos de dimensão para investir nesse crescimento”.

Pitch vencedor leva prémio de 100.000 €

Durante o web summit decorreram vários pitchs, mas apenas uma pempresa podia levar o prémio final de 100.000€ para casa. O vencedor, Kubo Robot, vem da Dinamarca e trata-se de uma startup que quer ensinar as crianças desde cedo a escrever código atrvés de atividades didácticas.

 No Meo Arena e na FIL estiveram montados 15 palcos temáticos, onde decorreram conferências de diversos temas, tais como: design, empresas, tecnologia de saúde, marketing, música e sociedade.

Curiosidades:

Sabe quantos pastéis de nata foram consumidos durante o web summit? 97,000

Sabe quantas mensagens foram enviadas através da app do evento? 1,835,841

Sabe quantas visualizações o evento teve no facebook? 4,207,053

Sabe quantos jornalistas estiveram no evento? Cerca de 2000