A FDJ inscreveu oito corredores na Volta ao Algarve
Publicidade

A equipa francesa FDJ, de categoria WorldTour, é um dos destaques da 43.ª Volta ao Algarve, que vai disputar-se entre 15 e 19 de fevereiro, tendo em conta os oito corredores que inscreveu para a corrida portuguesa.

O atual campeão francês de contrarrelógio, Thibaut Pinot, é o chefe-de-fila da equipa, e poderá mesmo discutir a camisola amarela, depois de ter sido quarto classificado na edição do ano passado.

Pinot, que terceiro na Volta à França de 2014, tem na prova lusa um importante teste no início de uma época em que mudará de objetivo principal, apostando na luta pela classificação geral na Volta a Itália.

Outra referência da FDJ é o suíço Sébastien Reichenbach, lugar-tenente de Pinot nas provas por etapas – em 2016 foi quarto no Tirreno – Adriático e ficou no topo 15 no Tour, na Romandia, no País Basco e no Algarve.

O conjunto francês francesa promete luta, ainda, nas etapas ao sprint. Para isso conta com Arnaud Démare, vencedor do “monumento” Milão-Sanremo, em 2016, que vai ter o apoio de três dos seus lançadores de confiança, o compatriota Marc Sarreau, o italiano Jacopo Guarnieri e o campeão lituano de contrarrelógio, Ignatas Konovalovas. A comitiva da FDJ para a Volta ao Algarve completa-se com o francês William Bonnet e com o sueco Tobias Ludvigsson.

A forte representação da equipa gaulesa junta-se ao bloco da Katusha-Alpecin, que inscreveu um coletivo em que se destacam o alemão Tony Martin, os portugueses José Gonçalves e Tiago Machado e o esloveno Simon Spilak.

 

Percurso da Volta ao Algarve

15 de fevereiro – 1.ª Etapa: Albufeira – Lagos, 180,3 km

16 de fevereiro – 2.ª Etapa: Lagoa – Fóia (Monchique), 189,3 km

17 de fevereiro – 3.ª Etapa: Sagres – Sagres (C/R Individual), 18 km

18 de fevereiro – 4.ª Etapa: Almodôvar – Tavira, 203,4 km

19 de fevereiro – 5.ª Etapa: Loulé – Malhão, 179,2 km