Os frutos secos são obrigatórios no Natal. | Fotografia: Cláudia Correia

Na região do Douro e Minho, a Roupa Velha é o prato forte do dia de Natal: consiste nos restos da consoada, normalmente bem regados com azeite e alho, seguidos de frutos secos, rabanadas, bolinhas de bolina.

No fim do dia, uma das sugestões é o peru assado com creme de castanhas e, para sobremesa, mexidos de leite ou aletria, arroz doce e “mexidos” (pinhões, uvas, passas, vinho do Porto, muitas gemas e miolo de pão), um dos mais populares doces natalícios desta região.

Típicos da época são também os bolinhos de jerimu (bolos de abóbora menina feitos em Viana do Castelo), os sonhos, a sopa dourada (pão-de-ló regado com ovos moles e polvilhado com canela), as rabanadas minhotas ou as “fatias douradas”, que são fatias de pão embebidas em leite e passadas por gemas e calda de açúcar. Em Barcelos é costume prepará-las com mel.

Veja mais em: Estórias de fim de ano …by Descla