Festival Cantar Abril 2015. Tuna Académica de Lisboa, finalista Recriação das Canções Resistência. Fotografia: CM Almada

A fase das candidaturas ao 6.º Festival Cantar Abril decorre até 31 de janeiro de 2017.  A iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Almada, pretende valorizar a música de intervenção e o seu papel na luta pela liberdade.

O concurso, de âmbito nacional, é destinado a grupos e artistas individuais, maiores de 14 anos, que podem apresentar um máximo de três temas nas em cada modalidade: Recriação das Canções da Resistência e Criação de Canções da Liberdade.

O Festival Cantar Abril inclui os prémios Adriano Correia de Oliveira, de recriação, no valor de 2.500 euros, Ary dos Santos, de poesia, e José Afonso, de tema original, no mesmo valor. A organização atribui ainda o Prémio Carlos Paredes – Prémio Carreira a uma individualidade ou instituição de relevo na música portuguesa.

Desde 2007 que o Festival Cantar Abril homenageia a música de intervenção e quatro dos seus grandes nomes: Adriano Correia de Oliveira, José Afonso, José Carlos Ary dos Santos e Carlos Paredes.