O Palácio Nacional de Queluz recebe entre hoje e domingo o primeiro concerto virtual em video mapping, “Regresso ao Palácio – A Viagem Concerto”, estreia absoluta em Portugal e que assinala a conclusão da primeira campanha de obras de restauro que devolveu ao monumento a sua cor original, o azul.

O espetáculo, composto por temas de Händel, Bocherini e Mozart tocados pela orquestra Divino Sospiro, com animações 3D e 2D, vai ser projetado ao longo de 200 metros das fachadas exteriores do monumento.

Os mais de 20 músicos vão ser filmados em estúdio, projetados virtualmente na fachada e inseridos nas animações 2D e 3D. As animações são sincronizadas com a música e as personagens, também elas filmadas em estúdio, vão aparecer caracterizadas com um elevado nível de detalhe, tal como os cenários onde vivem, remetendo o público para o século XVIII.

“Este concerto virtual é uma oportunidade única para ver elementos do património artístico, histórico e decorativo do Palácio a ganhar vida em animações fantásticas e surrealistas, em que os tetos, tapeçarias e porcelanas se animam de forma mágica e poética”, revela a Parques de Sintra, que gere o Palácio Nacional de Queluz.

O concerto virtual, de entrada livre, tem a duração de 45 minutos e vai reproduzido às 19:00, 21:00 e 22:30 nos dias 20, 21 e 22 de janeiro.