Filipe Santos estabeleceu ainda um novo máximo europeu nos 25 metros mariposa de S21

O nadador Filipe Santos, do FC Ferreiras, alcançou este domingo um novo recorde do mundo nos 25 metros livres (S.Down), durante o Campeonato Nacional de Inverno de Natação Adaptada, que decorreu nas Piscinas Municipais da Mealhada.

Com um tempo de 14,15 segundos, o português ultrapassou o sul-africano Sean O’Neil, que com 4,56 segundos era desde 2007 o detentor do melhor registo.

Além do novo recorde mundial, Filipe Santos estabeleceu ainda um novo máximo europeu nos 25 metros mariposa de S21, com o tempo de 15,89 segundos de passagem para os 50 metros, superando o registo que já lhe pertencia (15,92 segundos).

No Campeonato Nacional de Inverno de Natação Adaptada, que começou na última sexta-feira, foram estabelecidos também 73 recordes absolutos, 43 masculinos e 30 femininos.

Pedro Ribeiro, do Clube Propaganda Natação, foi o grande destaque na classe S14, ao somar recordes de Portugal absolutos nos 25 livres (16,26 segundos), 400 livres (5.28,84), 800 livres (11.10,97), 1500 livres (21.56,25), 25 bruços (20,00), e 25 mariposa (15,62).

Nas competições femininas e na mesma classe, Sónia Resende, do Sporting de Aveiro, bateu os recordes nacionais nos 25 livres (17,89 segundos), 400 livres (6.01,88), 25 costas (20,22), 50 costas (42,56), costas (1.28,75), 25 bruços (20,68 e 19,48), 50 bruços (42,64), 100 bruços (1.36,10), 200 bruços (3.29,80) e 100 estilos (1.26,84).

Cinco nadadores obtiveram os mínimos para o Europeu DSISO (S. Down), que vai realizar-se em Paris: Diana Torres (Fluvial Portuense) nos 100 estilos, com 1.49.43, e recorde nacional classe S21 e 200 mariposa com 4.14,14; Filipa Reis (Sporting de Aveiro) nos 100 estilos com 1:53.84; Filipe Santos (FC Ferreiras) nos 100 estilos com 1:26.51 e 50 livres com 32,58; João Vaz (Sporting) nos 100 estilos com 1:28.27; 200 bruços; João Vaz (Sporting) nos 200 bruços com 3:25.03.

O Campeonato de Natação Adaptada contou com a presença de 163 nadadores inscritos (114 masculinos e 49 femininos) em representação de 26 clubes.