Palácio e Parque de Monserrate. Fotografia: PSML_EMIGUS
Publicidade

Os Açores vão doar cerca de 800 plantas autóctones do arquipélago à empresa Parques de Sintra, para decorar o Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz, o Parque da Pena e o Parque de Monserrate, anunciou a entidade regional de turismo.

As plantas estão em exposição no stand do Turismo dos Açores na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) até domingo, e no final da feira vão ser entregues aos responsáveis pela requalificação dos respetivos jardins.

Entre as espécies que vão ser doadas destacam-se três dragoeiros com cerca de quatro metros de altura, algumas dezenas de louros, pau-branco e ginjeiras com cerca de três metros, mas a grande maioria tem porte abaixo dos 60 centímetros e muitas são herbáceas ou gramíneas, como o caso do patalugo e o bracel-da-rocha.

“Para nós é uma oportunidade de acolher espécies de uma das mais ricas regiões em património natural. Os Açores são ilhas de natureza por excelência e estas plantas acabam por ser uma extensão do arquipélago em Sintra”, sublinha o presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra, Manuel Baptista.

O Turismo dos Açores, por seu lado, diz que esta doação de plantas autóctones é “uma forma de contribuir para a reabilitação e enriquecimento botânico de uma zona culturalmente riquíssima e uma referência a nível nacional e internacional”.