BTL aposta nos turistas de amanhã

Quebra-cabeças, jogos tradicionais e caça ao tesouro são algumas das actividades que a 29ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) propõe às crianças, a pensar nos turistas do futuro. Em 2017 há uma Cidade Nacional Convidada, Viseu, e uma bolsa de empregabilidade com mais de 2.400 ofertas de trabalho.

As crianças de hoje são os turistas de amanhã. A frase lembra as palavras de Nelson Mandela e bem poderia ser o slogan da “Kids Route”, uma iniciativa da BTL 2017 que convida os mais pequenos a descobrirem Portugal através dos caminhos da grande feira do turismo.

No fim-de-semana de 18 e 19 de Março as crianças entre os seis e os 12 anos vão poder participar em jogos tradicionais, concursos, jogos de vídeo e interactivos, caça ao tesouro, puzzles, quebra-cabeças, e habilitar-se a prémios, em iniciativas promovidas pelas sete entidades portuguesas de turismo e pelas empresas que as integram.

A “Kids Route” é uma das grandes novidades da 29ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa, cujo tema é, à partida, do agrado infantil: “Turismo de Natureza”, uma área que vai ganhando cada vez mais peso no sector a nível nacional.

Fotografia: Tiago Canoso

 

A feira vai ter uma zona com painéis ilustrativos da flora e da fauna emblemáticas do habitat português, uma espécie de convite a entrar nos parques naturais do país, e os mais pequenos vão poder colorir os seus animais favoritos em pequenas peças de gesso.

As famílias são um público importante, daí que, além das actividades dirigidas especificamente às crianças, a feira tenha previstas actuações musicais e outros momentos de animação, passatempos, concursos, provas de vinhos e degustações.

No Pavilhão 4, os visitantes vão poder encontrar gastronomia de diversas regiões de Portugal, desde as já habituais Alentejo e Centro até às especialidades típicas do Algarve e, pela primeira vez, dos Açores.

Os três primeiros dias vão ser dedicados aos profissionais e os últimos dois ao público, havendo, como de costume, promoções e ofertas para quem quiser planear um fim-de-semana ou as férias da Páscoa e de Verão.

Publicidade

Fotografia: Tiago Canoso

 

O ano oficial de Viseu

A BTL vai ter, pela primeira vez, uma cidade nacional convidada, Viseu, no ano em que a autarquia definiu como o “oficial” para visitar a cidade. “Esta é uma aposta que vai ao encontro da promoção de novos polos de interesse, que constituem alternativas de excelência às grandes cidades”, sublinha a responsável pela BTL e directora de Área de Feiras da FIL, Fátima Vila Maior.

Além da “cidade de Viriato”, outros 30 municípios vão “dar-se a conhecer” em Lisboa, bem como 42 destinos internacionais, numa feira que espera receber mais de 75 mil visitantes. “Vamos com toda a certeza alcançar o número do ano passado mas, naturalmente, pretendemos ultrapassar e isso só é bom sinal porque o espaço está também maior”, lembra Fátima Vila Maior, referindo-se aos 37.000 m2, distribuídos por quatro pavilhões, um pavilhão Multiusos, um PT Meeting Center e a zona exterior.

A ilha da Madeira é o destino nacional convidado e vai a Lisboa divulgar descontos e promoções, e disposta a provar que é muito mais do que um destino turístico sazonal, onde o mar, a natureza e o bem-estar podem ser experienciados ao longo de todo o ano. A região autónoma vai ainda aproveitar a feira para apresentar o seu novo vídeo promocional.

Fotografia: Tiago Canoso

Durante cinco dias a capital portuguesa vai ser palco de uma grande mostra dos mais diversos players de turismo, desde agências de viagens a operadores turísticos, passando pela hotelaria, transportes, unidades de turismo rural, entidades regionais de turismo, entre muitos outros.

O Programa de Hosted Buyers, uma das prioridades da organização, vai promover o turismo português no estrangeiro. Trata-se de uma iniciativa que conta com mais de 300 compradores internacionais, de mercados tradicionais a outros emergentes. “A sua segmentação específica como o enoturismo, a gastronomia, a natureza, entre outros, visa direccionar os compradores internacionais com vista a explorar de uma forma mais abrangente todo o território nacional”, explica Fátima Vila Maior.

Publicidade

O centenário das Aparições de Fátima, que em Maio vão trazer o Papa Francisco a Portugal, é um dos grandes eventos que a BTL vai promover. Os participantes no workshop de turismo religioso, que decorre em Fátima nos dias 8 e 9 de Março, podem prolongar a estadia e ficar para a Bolsa de Turismo de Lisboa, e os mais de 300 compradores internacionais têm a oportunidade de antecipar a viagem e ir ao encontro de Fátima.

Mais de 2.400 ofertas de trabalho

A 29ª edição da BTL ganha ainda mais relevo depois de, no início do ano, terem sido conhecidos os números recorde do turismo português em 2016. O Banco de Portugal (BdP) revelou que as receitas do sector atingiram os 12, 680 milhões de euros, um crescimento de 10,7 por cento face ao ano anterior, o que se traduz em mais 1.200 milhões de euros.

Publicidade

Publicidade

A feira de turismo é uma oportunidade de não só destacar esses números como de lhes dar continuidade. “A BTL é o maior evento de turismo realizado em Portugal, já consolidada nas agendas das feiras internacionais do sector e ponto de referência para as várias regiões se apresentarem aos profissionais, com vista à sua promoção e de Portugal como um todo”, sublinha a responsável pela feira.

Fátima Vila Maior diz que “a instabilidade sentida noutros países aproximou Portugal do mundo criando condições e cativando quem visita o nosso país”. Esse facto, aliado ao dinamismo das startups, a inovação, a qualificação, entre outros, “faz com que o número de empresas nas múltiplas áreas ligadas ao turismo e o número de postos de trabalho não tenha parado de aumentar”, salienta.

A 2ª edição da Bolsa de Empregabilidade, nos dias 17 e 18 de Março, vai ser importante para este último objectivo, pois nela vão estar mais de 40 empresas e mais de 2.400 ofertas de trabalho, segundo a responsável. O Turismo de Portugal também vai aproveitar a BTL para lançar os resultados da Estratégia Turismo 2027, um plano para o sector nos próximos dez anos.

Quer saber mais sobre a Bolsa de Turismo de Lisboa? Clique aqui.

COMPARTILHAR