Publicidade

A vila de Sátão, no distrito de Viseu, é uma das mais antigas de Portugal, tendo recebido foral no ano de 1111, muito antes de nascer o país. A carta de foral foi doada pelo conde D. Henrique e pela sua esposa, D. Teresa, pais de D. Afonso Henriques, futuro rei, como recompensa aos habitantes do Sátão pela forma como os receberam durante a sua estadia.

A “Capital do Míscaro”, como é conhecida, volta a participar este ano no maior evento turístico realizado em Portugal, a BTL, onde quer “criar interesse e motivação aos participantes e visitantes da feira, para que estes nos venham visitar e conhecer o que temos para oferecer”, adianta o presidente da Câmara Municipal de Sátão, Alexandre Vaz.

O património religioso é uma das imagens de marca da vila beirã, que tem na capela da Nossa Senhora da Esperança um dos mais importantes monumentos da época barroca em toda a Beira Alta. Construído no século XVIII, o templo possui um singular órgão de tubos, do qual só existem dois exemplares em Portugal.

Capela Mártir

Além da vertente religiosa, o Sátão vai à BTL promover o património arquitectónico, arqueológico e cultural do concelho, bem como os produtos endógenos, especialmente o míscaro, cuja feira temática atrai a cada ano milhares de visitantes e na qual são vendidas centenas de quilos de cogumelos.

Praça Paulo VI

Alexandre Vaz encara por isso com grandes expectativas não só a BTL como todo o ano de 2017. “Esperamos a vinda de visitantes de todo o país, para conhecerem o nosso concelho e participarem nas diversas actividades turísticas e culturais que serão desenvolvidas, com o objectivo de dar a conhecer o que de melhor temos localmente”, sublinha.

 

Quer saber mais sobre a Bolsa de Turismo de Lisboa? Clique aqui.