Publicidade

A Quinta da Cruz, em Viseu, recebe de 7 de março a 31 de maio a exposição “Eating the past/archaelogies”, de Júlio Quaresma.
Verdes e vermelhas… trincar ou não trincar? Eis a questão… Coloque-se no centro e veja-se rodeado de maças. Olhe com atenção, veja as tonalidades, toque nas maças… Algumas são verdadeiras e poderão ser comidas pelos visitantes.

Após estar no Museu de Arte Moderna de Valência, a exposição com 16 pinturas e duas instalações, “Apples” e “Art Room for Selfies”, vem para Viseu, onde vai permanecer durante quase três meses na Quinta da Cruz. Destaque para a obra mais recente do artista, “o banquete” com enormes dimensões (535x260x20).
Também o Rossio, no centro da cidade, vai receber uma escultura integrada na exposição e intitulada “Scars of Memory”, que é sobre as catástrofes ecológicas a favor da protecção do ambiente.

O arquitecto e artista Júlio Quaresma tem percorrido o mundo com as suas obras. A natureza morta sobressai, havendo domínio de cores fortes.

Não deixe de visitar esta exposição na Quinta da Cruz, propriedade da Câmara Municipal de Viseu, com entrada gratuita e aberta de terça a domingo.