Casa Maciel
Publicidade

Na família há sete gerações, a Casa Maciel começou a laborar em 1798, através da produção de candeeiros de petróleo, azeite ou óleo de baleia. Com o início do século XIX, o estabelecimento tornou-se especialista de renome na produção de lanternas para as carruagens dos lisboetas.

À medida que a cidade foi mudando, também a Casa Maciel se adaptou aos novos tempos. Os modelos de lanterna em ferro zincado que iluminaram as ruas da capital, a pedido do Intendente de Pina Manique, foram produzidos neste espaço.

Durante a Segunda Guerra Mundial, foi na Casa Maciel que se concebeu o sistema “bailarina”, que permitia aos lisboetas aquecer água sem utilizar fogo, dando a oportunidade a todas as famílias de terem acesso a luz nas suas casas, graças ao aproveitamento de desperdícios, como jornais e tecidos.

Nos seus mais de 200 anos de existência, este estabelecimento já produziu vários tipos de artigos, incluindo lanternas, candeeiros, lustres e até formas de bolos. A qualidade do seu trabalho levou os seus produtos à Casa Real Portuguesa e às sés catedrais, palácios, casas senhoriais e museus dentro e fora de fronteiras.

Na próxima semana… a história da Casa Macário, um verdadeiro oásis para os amantes de bom vinho e da história e tradição portuguesas.