Joalharia Ferreira Marques
Publicidade

Em 1926, Adriano Ferreira Marques fundou na Baixa Lisboeta uma Joalharia que batizou com os seus apelidos. A sua família, originária do Porto, dava cartas no fabrico de joalharia desde finais do século XIX.

Desde a inauguração, pouco mudou no espaço. A fachada em Arte Nova subsiste e o interior do estabelecimento apresenta uma decoração plena de requinte. A oferta, essa acompanhou os tempos: com a queda de popularidade da prata decorativa, passou a apostar em relógios de marca, ourivesaria, joalharia moderna e de designer.

Em 90 anos de história, clientes não faltaram, incluindo até o agente secreto mais famoso do mundo. A joalharia Ferreira Marques foi cenário de uma das cenas do filme “007 – Ao Serviço de Sua Majestade”, de 1969, tornando-se um local de visita de eleição para os fãs da saga e até para o ator Pierce Brosnan, que já interpretou James Bond.

Mas as aventuras pelo mundo do cinema não se ficaram por aí. A joalharia também serviu de cenário a “Singularidades de uma Rapariga Loira” um filme de 2009 de Manoel de Oliveira.
Dos lisboetas mais ilustres às estrelas de Hollywood, a história da Joalharia Ferreira Marques é feita de elegância, glamour e, claro, muitas joias.

Na próxima semana… descubra a magia das velas que iluminaram o pianista Franz Liszt, na Caza das Vellas Loreto.