Os Jogos Olímpicos Rio'2016 realizam-se entre 5 e 21 de agosto. Fotografia: DR
Publicidade

O Governo brasileiro anunciou esta quinta-feira a criação de um organismo próprio para julgar controlos positivos por doping, no seguimento das exigências da Agência Mundial Antidopagem (AMA) para os Jogos Olímpicos de 2016.

A nova entidade, a Autoridade Brasileira de Controlo de Dopagem (ABCD), fundada para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio2016, fica encarregue de estabelecer procedimentos de vigilância, sempre de acordo com as normas internacionais.

Paralelamente, foi também instituído o Código Brasileiro Antidopagem, que permite aplicar os padrões da AMA. “Hoje, deu-se um enorme passo na luta contra a dopagem no desporto brasileiro”, realçou o secretário nacional da ABCD, Marco Aurélio Klein.

O código estabelece que “os julgamentos no território brasileiro relativos aos casos alusivos à dopagem no desporto devem ocorrer pela Justiça Desportiva Antidopagem e de acordo com este Código, com plena observância de suas regras, exceto aqueles realizados pelas federações internacionais, entidades organizadoras de grandes eventos ou Tribunal Arbitral do Desporto”.

O Brasil tinha até ao final desta sexta-feira para aprovar as medidas internacionais, de modo a ter em pleno funcionamento o laboratório de controlo antidopagem durante os Jogos Olímpicos, que se realizam entre 5 e 21 de agosto, um mês antes dos Paralímpicos, de 7 a 18 de setembro.