Fotografia: Comité Olímpico de Portugal
Publicidade

A ginástica portuguesa fez o pleno no apuramento para os Jogos Olímpicos. Depois de conquistar duas vagas na Ginástica Artística no passado fim de semana, com o apuramento de Gustavo Simões e Filipa Martins, ontem foi a vez de Ana Rente e Diogo Abreu assegurarem a qualificação na prova de Trampolins Femininos e Masculinos, respetivamente.

No Evento-Teste de Ginástica, última oportunidade de apuramento para o maior evento multidesportivo do mundo, Ana Rente ficou em 10º lugar entre as 16 atletas, resultado suficiente para garantir o passaporte olímpico, com uma pontuação total de 95.930 pontos, assegurando a sexta vaga de apuramento disponível no setor feminino para os Jogos, embora não tenha atingido a final. A ginasta conquistou assim a sua terceira participação olímpica, depois do 16.º lugar em Pequim2008 e do 11.º em Londres2012.

Diogo Abreu, pelo contrário, vai estrear-se. Depois de verem a colega apurada, Abreu e Diogo Ganchinho entraram em ação conscientes de que estavam a disputar uma única vaga. Numa prova renhida, Diogo Abreu acabou por ser mais forte, alcançando 105.780 pontos contra 105.655 de Ganchinho, que assim falhou a terceira qualificação olímpica.

Portugal fechava assim o lote de quatro ginastas que vão aoo Rio de Janeiro, mas falava ainda disputar a final que reunia os oito melhores. Ironicamente, seria Diogo Ganchinho a impor-se, com um terceiro lugar e a respetiva medalha de bronze, graças à pontuação de 58.085, contra o sétimo lugar de Diogo Abreu, com 55.345 pontos.

Com os apuramentos de Ana Rente e Diogo Abreu, a missão portuguesa aumenta para 63 o número de atletas apurados para os Jogos Olímpicos, que se realizam entre 5 e 21 de agosto, no Rio de Janeiro, no Brasil.