Fotografia: Círculo de Lojas de Carácter e Tradição de Lisboa
Publicidade

Em 1966, nasce nas Avenidas Novas o Galeto, iniciativa de um grupo de portugueses emigrados no Brasil. A inauguração do espaço, um investimento de cerca de 10 mil contos, contou com a presença do subsecretário de Estado da então Presidência do Conselho e de representantes do Comissariado do Turismo.

 

Desde então, apenas a fachada se alterou; a decoração de interiores, as casas de banho e até os menus permanecem os mesmos. Os combinados, uma moda dos anos 60, os tradicionais hambúrgueres, servidos até ao pequeno-almoço, e as típicas taças de gelado, completas com uma sombrinha e molho de framboesa, fazem parte dos pratos que deliciam gerações de clientes.

 

Desenvolvido pelos arquitetos Joaquim Bento d’Almeida e Victor Palla, criadores dos primeiros snacks do país e de algumas das mais icónicas pastelarias-cafés de Lisboa, o projeto possui uma decoração de inspiração modernista. A sala, ponteada por candeeiros cilíndricos, é decorada com painéis de azulejos com aplicações metálicas e inclui um balcão de madeira, onde se destacam os inconfundíveis menus. Detalhes que fazem do Galeto um dos imperdíveis espaços de carácter e tradição da capital.

 

Na próxima semana… descubra a Conserveira de Lisboa, um projeto único na cidade.