Circulo de Lojas de Carácter e Tradição de Lisboa
Publicidade

A Conserveira de Lisboa nasceu como Mercearia do Minho, em 1930, e estabeleceu-se através da venda de conservas. Fernando da Silva Ferreira, então empregado da mercearia, acabou por adquirir um terço da sociedade. O nome “Conserveira de Lisboa” surgiu em 1942. Nos anos 60 e 70, o espaço já tinha conquistado os lisboetas, dividindo-se por dois armazéns durante o grande boom do setor em Lisboa.

A mercearia é especializada na venda de conservas de sardinhas fabricadas em Matosinhos e de atum, originário dos Açores. Além de uma variedade de conservas cozinhadas, apresenta três marcas registadas: Tricana, Prata do Mar e Minor.

Hoje, grande parte dos visitantes é turista, deixando-se encantar pelos sabores da Conserveira. Dos letreiros de origem à antiga máquina registadora, o interior do espaço, localizado na Rua dos Bacalhoeiros, distingue-se pelo seu carácter singular e pela oferta única na capital.

Na próxima semana… a tradição, a qualidade e os sabores da Pérola do Chaimite.