Ferragens Guedes Fotografia: Círculo de Lojas de Caráter e tradição de Lisboa
Publicidade

No número 32 da Rua das Portas de Santo Antão abriu portas, em 1922, a Ferragens Guedes. O fundador, Luís Guedes da Silva, comercializava na loja o material que fabricava nas suas fundições, cujos moldes ainda hoje estão conservados. O estabelecimento, propriedade da sociedade Guedes & Guedes Silva, Lda., foi cimentando a sua reputação pelas ferragens para portas e móveis que produzia.

Atualmente, a oferta inclui ferragens em latão fundido, puxadores para portas, dobradiças e ferragens para móveis. A loja também efetua a criação e reprodução de modelos por encomenda, bem como cromagem e todo o tipo de oxidações. Os clientes, alguns dos quais atravessam várias gerações, podem ainda encontrar batentes de porta, asas, argolas, aldrabas, números de porta, rosetas, candeeiros, lanternas e até alguns móveis em metal. A sua fama estendeu-se pela capital; a fechadura original do Teatro D. Maria II e os puxadores do antigo Cine-Teatro Éden têm a assinatura da Ferragens Guedes. A própria loja já faz parte da paisagem lisboeta, estando inserida na Lisboa Pombalina classificada Conjunto de Interesse Público.

A representação da marca em calçada portuguesa assinala a entrada para o espaço. A montra Art Déco é encimada pelo letreiro da loja, ladeado por outros dois, mais pequenos, que fazem alusão a ferragens e ferramentas. No interior, existem salas com paredes integralmente forradas com caixas e gavetas de madeira, que contêm peças de latão. Um labirinto castanho e dourado, a descobrir na Baixa lisboeta.

Na próxima semana… uma viagem até à Livraria Aillaud & Lellos, a “irmã” lisboeta do célebre estabelecimento portuense.