O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, esta manhã na na Escola Básica Pedro de Santarém

A Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) e a Direção-Geral da Educação (DGE) assinaram esta segunda-feira um protocolo de cooperação que tem como objectivo promover o uso da bicicleta em contexto escolar.

O acordo inclui a implementação do Programa Nacional Ciclismo para Todos nas escolas e o desenvolvimento da modalidade BTT-XCO no âmbito do Desporto Escolar.

A cerimónia de assinatura do protocolo realizou-se na Escola Básica Pedro de Santarém, em Lisboa, perante o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo.

O acordo vai permitir que os jovens praticantes de BTT-XCO no Desporto Escolar participem em corridas dos calendários nacionais e regionais da Federação Portuguesa de Ciclismo.

A parceria entre a FPC e a DGE pretende “contribuir para a sustentabilidade ambiental e humanização das localidades, potenciando o uso da bicicleta em contexto escolar e, consequentemente, fomentar padrões de mobilidade mais seguros, saudáveis e empoderadores”, estabelece o protocolo.

Para isso vão ser criados e desenvolvidos conteúdos e recursos pedagógicos, que contribuam para sistematizar os métodos para “ensinar a pedalar”, numa primeira fase, e “ensinar a pedalar/circular na via pública”, numa segunda fase e em idades mais avançadas.

A parceira prevê também a criação de Núcleos de Ciclismo para Todos nos agrupamentos escolares, estando já previstos nos de Alapraia, Alcochete, Benfica e D. António Ataíde (Castanheira do Ribatejo), nos quais já se desenvolveu trabalho nesta área.

A assinatura do protocolo proporcionou uma manhã de festa velocipédica na Escola Pedro de Santarém: os alunos participaram em demonstrações e gincanas, entre as quais se incluíram atividades com a unidade de multideficiência da Escola de 1.º Ciclo Arquiteto Ribeiro Telles.