A muralha de Elvas é património mundial da Unesco I Fotografia: Tiago Canoso
Publicidade

Esta terça-feira assinala-se o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS) e por isso vários museus e monumentos preparam uma programação especial com o objectivo de valorizar o património português e, simultaneamente, alertar para a necessidade da sua conservação.

O DIMS foi criado em 1892 pelo Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS) e aprovado pela Unesco no ano seguinte. Este ano o tema é “Património Cultural e Turismo Sustentável” e a celebração inclui cerca de 910 actividades dirigidas a diferentes públicos, envolvendo a participação de 670 entidades, distribuídas por 176 concelhos do Continente e dos Arquipélagos dos Açores e da Madeira.

O Museu das Comunicações, em Lisboa, vai comemorar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios com a “Visita guiada ao Lugar de São Paulo”, propondo conhecer as ruas, os espaços, as casas e as gentes de “um lugar cuja herança de séculos passados convive harmoniosamente com a dinâmica de um lugar, hoje, em grande expansão”. A entrada é livre e as inscrições decorrem através do e-mail museu@fpc.pt ou do telefone 21 393 51 77.

No mesmo dia, Serralves vai ter um programa centrado na exposição “Álvaro Siza: Visões de Alhambra”, patente no Museu, e que visa reflectir sobre a relação entre o património e a intervenção contemporânea. Às 18:30 começa a visita guiada à mostra, seguindo-se, às 19:00 horas, o debate “Património Arquitectónico e Intervenção Contemporânea”, que tem como oradores José Aguiar, do ICOMOS Portugal, Roberto Cremascoli, co-Comissário da Representação Portuguesa na Bienal de Veneza 2016, ou Ann Pitt, do Wenworth Institute of Technology, em Boston, entre outros. Neste dia a Fundação de Serralves tem entrada gratuita entre as 10:00 e as 19:00 horas.

O Museu Natural da Electricidade, em Seia, vai promover no dia 18 de Abril uma oficina sobre escavação arqueológica no Castro de S. Romão, povoado do período proto-histórico com inegável valor histórico e arqueológico. A iniciativa, que tem a supervisão científica da Mestre em Arqueologia Rita Saraiva, pretende dar a conhecer o local estudado por Senna Martinez na década de 1980 e vai entre as 9:30 e as 12:00 e das 14:00 às 16:00. As inscrições podem ser feitas no Museu Natural da Electricidade pelo e-mail museudaelectricidade@cm-seia.pt ou pelo telefone 238 316 276.

No Alentejo, o Museu Militar de Elvas vai organizar um percurso interpretativo ao museu, aos Claustros e Convento de São Domingos, à Muralha Fernandina e à Muralha Seiscentista. As visitas guiadas estão agendadas para as 10:00, 15:00 e 16:30 horas e os interessados em participar podem inscrever-se através do e-mail mme.museologia@gmail.com ou dos telefones 268 636 240 e 268 624 640.

Já a Câmara Municipal de Moura propõe uma visita às escavações arqueológicas do Castelo de Moura entre as 10:00 e as 14:30. A equipa de arqueólogos vai partilhar o seu conhecimento sobre a história do monumento com público escolar e a comunidade em geral. A iniciativa repete-se no dia 27 de Abril e as inscrições decorrem no Edifício de Recepção ao Turista, no Castelo de Moura, pessoalmente ou através do telefone 285251375 ou e-mail vanessa.gaspar@cm-moura.pt e moura.turismo@cm-moura.pt.

O município de Nelas, no distrito de Viseu, vai comemorar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS) com a Conferência (Re)Visitar as Origens da Terra de Senhorim. Iniciar o Resgate de uma Identidade Milenar”, pelo historiador João Fonseca, no dia 18 de Abril, às 16:30, no Paço dos Cunhas em Santar.

No dia 21 de Abril, a Casa da Cultura Lívio de Morais, em Sintra, vai realizar a “Caminhada e visita à Anta de Agualva”, monumento megalítico datado de 3.000 a.C. A iniciativa vai decorrer a partir das 10:00 horas e é a segunda de um ciclo de três roteiros que termina no dia 28, com a “Caminhada e visita à Ribeira das Jardas”. As acções contam com a participação de Rui Oliveira, investigador e divulgador da História de Sintra, e são gratuitas mediante inscrição.