O Palácio Nacional de Mafra começou a ser construído em 1717 por ordem do rei D. João V I Fotografia: Tiago Canoso
Publicidade

A fachada do Real Edifício de Mafra vai transformar-se, em Setembro, numa grande tela de projecção para contar os principais factos associados ao monumento, que está a celebrar 300 anos, cruzando-os com momentos importantes da história de Portugal.

O grandioso espectáculo de videomapping vai realizar-se nos dias 1 e 2, às 22:00 horas, e aposta ainda na integração histórica da obra Memorial do Convento, de José Saramago, que em grande parte decorre neste edifício.

“Assim, às figuras históricas juntam-se personagens fictícias para contar as estórias relativas à obra de um rei que é, também, a obra do povo que lhe deu corpo e alma”, sublinha a Câmara Municipal de Mafra, que organiza a iniciativa.

O espectáculo integra-se num amplo programa de comemorações do lançamento da primeira pedra do Palácio Nacional de Mafra, o qual se prolonga até 17 de Novembro de 2017, numa organização da autarquia de Mafra, Direcção Geral do Património Cultural/ Palácio Nacional de Mafra, Escola das Armas, Paróquia de Mafra e Tapada Nacional de Mafra, entidades com responsabilidades na gestão do conjunto patrimonial.