Ursula Lopez
Publicidade

A bailarina espanhola Ursula Lopez abre esta noite o Festival Flamenco Casino Estoril, um ciclo de espectáculos que até 28 de Setembro vai trazer a Portugal grandes intérpretes.

A artista vai subir ao palco do Lounge D a partir das 22:00 horas para um espectáculo de entrada livre que promete intensidade e emoção.

Graduada em dança contemporânea e clássica, Ursula Lopez iniciou-se no flamenco pela mão de Manolo Marin e, mais tarde, por Carlos  Saura na Opera “Carmen”. Entre os seus espectáculos distingue-se “Bodas de Sangre” com António Gades.

Em 2004 entrou no Ballet Nacional de Espanha e participou em diversos espectáculos com a sua própria Companhia, a “Flamenco Danza Estudio de Sevilla”.

O Festival Flamenco Casino Estoril prossegue a 14 de Setembro, com a inédita actuação do bailarino e cantor espanhol El Mawi no Lounge D.

El Mawi nasceu em Cádiz e muito jovem começou a cantar e bailar flamenco nos teatros e festivais mais importantes da cidade. O artista estudou dança clássica, contemporânea e interpretação e participou em espectáculos do Ballet Nacional de Mónaco com Javier Latorre e Los Ulen de Paco Tous.

Mais tarde, integrou a Companhia de Charo Cruz, pela qual actuou em diversos festivais europeus. Actualmente é também professor de baile flamenco e dá cursos em vários países, nomeadamente no Japão, na Finlândia e em França.

O bailarino, coreógrafo e maestro Victor Bravo é o artista que se segue, na noite de 21 de Setembro, com o espectáculo de “Tablao Flamenco”.

Bravo é director de baile do museu de baile flamenco de Sevilha e actuou em companhias de dança clássica e moderna, como a de Maria Pagés e Joaquin Cortés.

A conceituada bailarina La Choni protagoniza, a 28 de Setembro, a “Grande Gala de Encerramento” do ciclo de Festival Flamenco Casino Estoril.

Artista titulada pelo Conservatório Superior de Dança de Sevilha, La Choni aprendeu com Manolo Marín, Manolete, Javier Baron e Israel Galvan, entre muitos outros grandes nomes.

O seu baile é caracterizado pela elegância, feminilidade, domínio de braços, mãos e pés e pela maestria com a bata de cola.