Manuel Malva venceu o prémio Fotógrafo de Natureza do Ano com a imagem "Linhas frias, pontos quentes", em fundo. FotografiaFotografia: Município de Vouzela
Publicidade

Manuel Malva foi o grande vencedor do prémio Fotógrafo de Natureza do Ano na oitava edição do CINCLUS – Festival de Imagem de Natureza de Vouzela, que decorreu entre 26 e 28 de Janeiro. O galardão, no valor de 1.500 euros, distinguiu o autor pela imagem “Linhas frias, pontos quentes”, que aparece em cima.

Durante três dias, o evento reuniu temas tão diversos como o mar dos Açores, a Islândia, a China, a Lapónia, o melro d’água ou o lince europeu, e lembrou os trágicos incêndios de Outubro do ano passado, que consumiram a quase totalidade da floresta do concelho de Vouzela.

A tragédia foi, aliás, uma temática muito presente em todo o festival, que incluiu a exposição “Despertar Consciências – Parque Natural Vouga Caramulo, Destruição e Esperança”, do fotógrafo João Cosme.

Outro momento alto foi a sessão de entrega dos prémios do concurso juvenil de fotografia e pintura de natureza e do concurso GENERG – Fotógrafo de Natureza do Ano. Sete categorias (Parque Natural Local Vouga Caramulo – Vouzela, Paisagem, Fauna, Flora e Fungos, Aves, Repteis e Anfíbios e Arte Fotográfica) despertaram o interesse de 87 fotógrafos que enviaram mais de 1.800 fotografias.