Publicidade

Uma multidão deu vida ao centro histórico de Viseu na noite do dia 6 de Julho. A causa já era conhecida: a inauguração da 8ª Edição dos Jardins Efémeros. Artes Visuais, Arquitectura, Cinema, Multimédia, Teatro e Dança são as formas de arte privilegiadas no festival. Nos Jardins Efémeros dão a conhecer-se os artistas nacionais e estrangeiros que este ano subordinaram os seus trabalhos ao tema “Corpo”.

Este é um evento cultural que leva a Viseu uma programação artística alternativa, trazendo consigo decorações e instalações que preenchem as ruas. Como ponto central, está a instalação de viga e plantas de Fernanda Fragateiro que atravessa a Praça D. Duarte, recordando os enfeites vegetais que sempre distinguiram e deram nome ao evento.

Os pontos altos da noite da inauguração foram o concerto de Félicia Atkinson e a exposição de Nuno Cera. A francesa fez seu o Claustro da Sé, preenchendo-o em tons azuis e sons eletrónicos num ambiente intimista. Já Nuno Cera fez com que várias pessoas acorressem ao Museu Nacional Grão Vasco para testemunhar fotos e filmes esmagadoras: a sua exposição documentava os estragos deixados pelos incêndios no Verão de 2003 que assolou Viseu.

UM CORPO, MIL SIMBOLOGIAS

No site oficial dos Jardins Efémeros, a escolha do tema de 2018 é explicada pelos seus múltiplos propósitos: “Carregado de simbolismo, o corpo contempla uma ampla gama de significados, muitas vezes controversos, em constante transformação. Altamente polarizado, é alvo de preconceito e discriminação. É objecto de intervenção do Estado. É recurso e capital económico, social e cultural. Está sob constante vigilância, digitalização e análise. É instrumentalizado”.

Organizado pela Pausa Possível, os Jardins Efémeros contam com o apoio da Câmara Municipal de Viseu. A entrada é livre e gratuita, podendo no entanto estar sujeita a limites de idade em certos pontos.

Os Jardins Efémeros enfeitam e animam a cidade de 6 a 10 de Julho. Todos os detalhes da 8ª Edição dos Jardins Efémeros podem ser consultados no site oficial.