Publicidade

A 7ª edição do Portuguese Surf Film Festival volta a fazer do surf e do skate as suas inspirações cinematográficas. De 20 a 29 de Julho, são muitos os filmes com alma desportiva que passam pela Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva, na Ericeira.

Na noite da sessão de abertura, vai ser exibida a película australiana Blue – a História que a nossa Geração precisa de ouvir, de Karina Holder. É ainda possível participar numa prova de vinhos e assistir à pintura ao vivo de Aggypuff. Domingo é o dia especial do skate, em homenagem ao realizador Ty Evans e aos filmes sobre a arte das rodas. O dia 25 de Julho é de destaque às mulheres no surf. O Portuguese Surf Film Festival encerra no dia 29 com a cerimónia de entrega de prémios.

Outros dos filmes e documentários que vão passar pela Ericeira ao longo do festival são O Sal da terra, The Concrete Jungle, Surfing Siberia, The Flat Earth e I Am Home.

Consciência ambiental

Para comemorar o 7.º aniversário, o Portuguese Surf Film Festival presta homenagem aos sete oceanos e às sete ondas que constituem a Reserva Mundial de surf da Ericeira, onde decorre anualmente o evento. Constituída pelas ondas Pedra Branca, Reef, Ribeira d’Ilhas, Cave, Crazy Left, Coxos e S. Lourenço, a Reserva da Ericeira foi a primeira do seu género a ser reconhecida na Europa, no ano de 2011.

Nesse sentido, o fetsival assinala a importância da preservação dos oceanos: em colaboração com a Save the Waves Film Festival, promove a conferência “O estado dos Oceanos”. Este debate serve para alertar para a poluição que os plásticos causam nas águas oceânicas, e tem lugar no dia 27 de Julho na Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva.

Esta é a maior edição de sempre do Portuguese Surf Film Festival, com um total de 36 filmes e a atribuição de nove prémios. Todas as informações no website oficial do festival.