Pedro Abrunhosa vai encerrar o cartaz do Matosinhos em Jazz
Publicidade

Os últimos dias do Matosinhos em Jazz são em grande, com dois concertos que vão marcar o Verão: Sérgio Godinho com a Orquestra Jazz de Matosinhos, e Pedro Abrunhosa com a Orquestra Sinfónica Casa da Música.

Depois de o festival ter feito do coreto do Jardim Basílio Teles o seu palco principal, os concertos passam agora para o anfiteatro da Praça Guilhermina Suggia.

Na noite de 27 de Julho, Sérgio Godinho apresenta a sua colaboração com a Orquestra Jazz de Matosinhos. Esta é uma parceria com mais de um ano, e cujos concertos já esgotaram a Casa da Música. Depois de subirem a palcos como o Teatro Municipal São Luiz e a Avenida dos Aliados, Sérgio Godinho e a Orquestra Jazz de Matosinhos têm no Matosinhos em Jazz a oportunidade de rever temas como “O Primeiro Dia”, “É Terça-Feira”, “Com um Brilhozinho nos Olhos”, “Cuidado com as Imitações”, “Liberdade” e “Coro das Velhas”.

No dia 28 de Julho, é a vez de Pedro Abrunhosa se juntar ao maestro Baldur Brönnimann e à Orquestra Sinfónica Casa da Música. O reportório inclui temas da música portuguesa dos últimos 25 anos. As canções de Pedro Abrunhosa, como “Tudo O Que Te Dou” e “Se Eu Fosse Um Dia O Teu Olhar”, foram alvo de um novo arranjo por Pedro Moreira.

Estes são os últimos nomes do cartaz do Matosinhos em Jazz, depois de um mês pleno de música por artistas como Mário Laginha Trio, Cristina Branco, Songbird, Lokomotiv, e Jazzamboka. Recorde-se que o festival recebeu ainda a conferência “O Jazz Agora” com director da Orquestra Jazz de Matosinhos, Pedro Guedes, o programador musical do espaço Maus Hábitos, Luís Salgado, e o radialista Joaquim Mota.

Os concertos de Sérgio Godinho e Pedro Abrunhosa com as respectivas orquestras estão marcados para as 22 horas, sendo de entrada gratuita. Os amantes de jazz podem consultar mais informações no website da Câmara Municipal de Matosinhos.