Foto: Tiago Canoso
Publicidade

O projecto “Era uma vez Odemira” integra o Ano Europeu do Património Cultural 2018, e pretende facilitar o acesso a aprendizagens ao longo da vida, fundindo-se em todo o potencial educador inerente a este território.

Ir à descoberta do património natural e edificado de Odemira, dos locais que alimentam as lendas do concelho, ou dos sítios onde as tradições locais continuam bem vividas, é o desafio lançado pelo projecto.

Fotografia: Tiago Canoso

Trata-se de um projecto que envolve vários processos de aprendizagem participativos, baseados na experiência, na autonomia e na responsabilidade de cada participante. Projecto este que cria oportunidades para uma educação mais ampla e democrática, não apenas para as crianças, mas também para as suas famílias.

Através da distribuição de uma agenda mensal, são descritos “os aspectos mais únicos e valiosos do Património natural, histórico/arqueológico, etnográfico e edificado do concelho de Odemira, bem como as actividades económicas mais expressivas”.

Todos os conteúdos apresentados na agenda são apresentados utilizando uma linguagem gráfica e apelativa para todas as crianças, e a utilização de um vocabulário escrito inteligível para os adultos, de forma a que estes consigam aprender e ensinar às crianças que os acompanham nestes passeios pelo concelho.

Fotografia: Tiago Canoso

A iniciativa “Era uma vez Odemira” é dinamizada pelas Associações RIO: Reviver e Inovar Odemira e TICTAC: Associação para a Promoção dos Tempos Livres das crianças, e jovens, ambas de Odemira, junto das crianças dos 3 aos 12 anos do concelho.

Para além do “Era uma vez Odemira”, a Descla descobriu mais eventos do Ano Europeu do Património Cultural – leia tudo aqui.   

Texto: Carolina Brilhante