Fotografia: Facebook Festival Internaciona de Literatura de Óbidos
Publicidade

Apesar de ter apenas três anos de existência, o Festival Internacional de Literatura de Óbidos (FOLIO) conta já com uma programação sólida e arrojada. Prova disso é que a edição deste ano inclui 185 actividades ao longo de 831 horas de programação.

O evento estende-se de 27 de Setembro a 7 de Outubro. O tema principal é “Ócio, Negócio e a Invenção do Futuro”, que serve de debate sobre a globalização, a actual crise de identidades, o individualismo, o consumo e os media.

O FOLIO destaca-se pelas suas exposições, concertos, masterclasses, lançamentos de livros, cursos de literatura, conferências, seminários, performances, tertúlias e mesas de autores e ciclos de cinema.
No festival actuam Fábia Rebordão, Mafalda Veiga, Samuel Úria e Mundo Cão.

A celebração dos livros

O festival está repartido em diferentes modalidades de programação: Folio Autores, Folio Educa, Folia, Folio Ilustra e o Folio Boemia. No primeiro há conversas com convidados especiais, desde filósofos, escritores, académicos, políticos, viajantes, entre outros. O Folio Educa é uma secção que visa fomentar a literacia, com um Seminário Internacional de Educação no qual participam agentes nacionais e internacionais; já o Folio Ilustra privilegia o trabalho de ilustradores.

O Folia é a vertente mais festiva do evento, focando-se sobretudo em performances e espectáculos de rua. Por último, uma novidade absoluta: o Folio Boemia, especialmente dedicada a quem pernoita em Óbidos. Trata-se de um conjunto de actividades em cafés, livrarias, bares e espaços improváveis.

A inauguração do FOLIO acontece na noite de 23 de Setembro, com uma conversa dedicada aos 20 anos da atribuição do Prémio Nobel a Saramago  (na qual participa Pilar del Río), a peça de teatro “As Contadeiras”, uma sessão de cinema de homenagem a Eduardo Lourenço e um concerto do fadista Ricardo Ribeiro.

Mais detalhes do FOLIO 2018 no website oficial do evento.