Fotografia: Facebook Clube de Motorismo de Setúbal
Publicidade

A Rampa da Arrábida – Lighthouse Portugal Properties está de volta e em melhor forma do que nunca. Depois de uma interrupção de onze anos, só no ano passado é que a competição automobilística voltou a disputar-se. Em 2018, a Rampa da Arrábida reforça assim o seu regresso, com data marcada para 23 de Setembro.

Seis dezenas de pilotos, um troço maior e mais segurança para concorrentes e espectadores são os destaques desta edição. O troféu é organizado pelo Clube de Motorismo de Setúbal, com o apoio da Câmara Municipal.

Entre as novidades da Rampa da Arrábida deste ano destaca-se o número de pilotos e aumento do troço de pista de 3350 metros para um total de 3600 metros. Estas alterações têm por objectivo que a prova passe a integrar o calendário oficial de provas, nomeadamente o do Campeonato de Portugal de Montanha (CPM).

Outra novidade que promete ganhar a atenção quer dos participantes, quer do público, é a nova partida, agora antecipada em 300 metros – o que permite que, após a largada, haja uma curva para a esquerda a 90 graus aliciante.

A competição é composta por duas modalidades: a Regularidade, em que os pilotos têm de cumprir o troço proposto o mais rapidamente possível e sem ultrapassar uma velocidade média definida, e a Rampa Regional, também denominada Sprint, que se baseia em velocidade pura para a conclusão do trajecto no tempo mais rápido.

A Rampa Regional recebe os treinos livres às 12.15 horas, com a competição a decorrer a partir das 15.30 horas. Mário Silva, vencedor de 2017, volta a marcar presença na prova ao volante do Porsche 997. Na vertente Sprint as presenças de destaque são Luís Pereira, Aníbal Rolo e Luís Moutinho.

Mais informações sobre a Rampa da Arrábida 2018 no site oficial do Clube de Motorismo de Setúbal.