Publicidade

Uma ‘nano casa’ é uma das grandes atracções da 11ª edição do Greenfest, o mais festival de sustentabilidade do país, que se realiza no Estoril entre os dias 11 e 14 de Outubro.

A estrutura experiencial, idealizada pelo INL – International Iberian Nanotechnology Laboratory, vai mostrar as potencialidades da nanotecnologia ao serviço de uma maior eficácia e da sustentabilidade ambiental e económica.

O tema desta edição é “Sustentabilidade 4.0”, remetendo para a relação entre os avanços da tecnologia e economia digital e os princípios da racionalização de meios e recursos das economia circular, social e da partilha.

O programa do Greenfest inclui uma área expositiva, conferências, tertúlias, workshops, demonstrações ao vivo, showcooking, mercados biológico e de artesanato, música, performances ao vivo e muitas outras actividades.

Um dos oradores convidados é a designer australiana Leyla Acaroglu, que desenvolveu o Método de Design Disruptivo. A activista e provocadora em matéria de sustentabilidade e dinamização cultural é uma reputada palestrante internacional, cuja intervenção nas conhecidas conferências TED sobre sustentabilidade teve mais de um milhão de visualizações. “Servirá um debate dinâmico que desafiará os participantes a perspectivar e viver o mundo de forma diferente”, revela o município de Cascais.

Na 11ª edição, o Greenfest lança, igualmente, o GTrends, um fórum de antecipação de tendências em matéria de sustentabilidade. Um grupo de pessoas vai revelar as disrupções e inovações que estão a moldar sectores como a mobilidade, a moda, a alimentação, o estilo de vida, a tecnologia, o desporto ou o bem-estar, entre outros. A iniciativa vai decorrer no dia 12 de Outubro, às 16 horas, no Centro de Congressos do Estoril.

Para os mais novos, o Vaivém Oceanário vai mostrar como o oceano nos influencia, o nosso impacto no oceano e qual e o nosso papel na sua conservação, através de actividades lúdico-pedagógicas gratuitas.

O Greenfest é um evento que procura descobrir e partilhar ideias e projectos diferenciadores em áreas tão diversas como a nanotecnologia, a economia circular, a gastronomia saudável, a mobilidade eléctrica, a bio decoração ou o turismo natureza.

“É uma plataforma de partilha de ideias, experiências e melhores práticas, abordando as tendências actuais e contribuindo para uma maior visibilidade de projectos e iniciativas de empresas, instituições e cidadãos que se preocupam com o futuro”, sublinha a organização do festival, que vai decorrer no Centro de Congressos e na Fiartil.