Publicidade

Monstros a sair da floresta, fantasmas que se transformam em zombines, bruxas amaldiçoadas que bebem o vinho dos mortos vivos…Tudo isto e muito mais vai acontecer este sábado à noite na emblemática e misteriosa Serra de Sintra, na 4ª edição da “Caminhada Halloween”.

A partir das 22 horas, os participantes vão ser desafiados a percorrer sozinhos ou em pequenos grupos sem guia – para adensar o medo e a tensão – um trajecto previamente marcado ao longo do qual tudo pode acontecer. O percurso, com cerca de três quilómetros, está dividido em três zonas, a da morte, a da ressurreição e uma surpresa.

“Nesta Caminhada Halloween – Noite de Terror nada é apenas o que parece, mas sempre um indício de algo mais intenso, transcendente e  misterioso”, revela a empresa organizadora, a Andamento – Turismo Aventura. O tema deste ano é Helloween – Fear of The Dark (Medo do Escuro). As inscrições têm um custo de 15 euros e o ponto de encontro é a Rua Minarvela, na localidade de Linhó, Sintra.

Mais para Norte, a conhecida aldeia de Vilar de Perdizes, concelho de Montalegre, volta a celebrar a Noite das Bruxas, a 31 de Outubro, com um programa assustador mas que anualmente atrai centenas de pessoas para o mundo do oculto.

A celebração começa às 18 horas com os Concertos do Diabo e caracterização para retocar bruxas, bruxos, trasgos e dianhos de última hora, que pelas 22:30 vão reunir-se no Terreiro da Bruxaria, já depois de terem enchido a barriga nos “Jantares Embruxados”.

Para as 23 horas está marcado o Cortejo Embruxado, que promete grandes sustos, e pela meia-noite vai realizar-se a Queimada, esconjurada pelo Padre Fontes e pelo Bruxo Queiman, na presença do Deus Larouco e da sua corte. A festa termina com o Bailinho das bruxas no terreiro.

Na mesma noite, a cidade de Mangualde, no distrito de Viseu, vai ter “Leituras Enfeitiçadas”, onde além dos livros estão previstas performances, exposições e concursos alusivos ao tema do Halloween. O ponto de encontro é o Largo Dr. Couto, pelas 20:30, de onde vai sair a caminhada até à Biblioteca Municipal de Mangualde, junto da qual vai decorrer a celebração, na companhia de muitas bruxas, abóboras e magia.

Para os mais novos, o município de Vila Nova de Paiva propõe “Histórias de Susto”, que inclui um concurso de fantasias e dois jogos, “Doçura ou Travessura” e “Enrola a Múmia”. As crianças entre os seis e os dez anos são desafiadas a mascararem-se para uma noite de quarta-feira que promete ser muito divertida entre as 19:30 e as 21:30, no Auditório Municipal Carlos Paredes. As inscrições, gratuitas, decorrem até hoje no centro de documentação desse espaço ou pelo telefone 232609903.

Subir à Ponte 25 de Abril

O “Passeio Halloween”, em Castro Marim, quer juntar várias gerações de família num percurso de seis quilómetros pela vila com passagem por alguns dos lugares históricos e mais emblemáticos, como Forte de S. Sebastião, Revelim de St. António, Igreja Matriz e Castelo.

Os participantes são desafiados a mascarar-se e a levar uma lanterna para um evento que promete “muitas surpresas de amedrontar”, segundo a organização. O ponto de partida é o Pavilhão Municipal José Guilhermino. A inscrição é igualmente gratuita.

A Experiência Pilar 7, na Ponte 25 de Abril

Diferente, no mínimo, mas porventura também assustadora para alguns, é a proposta na Ponte 25 de Abril. No Dia das Bruxas, a Experiência Pilar 7 – Centro Interpretativo da Ponte 25 de Abril volta a estar aberta até à meia-noite no dia de Halloween, permitindo aos visitantes contemplar a cidade de Lisboa a 80 metros do chão, à altura do tabuleiro rodoviário. Só neste dia, na compra de um bilhete é oferecido outro.

A iniciativa consiste numa viagem pela história da construção da ponte, terminando com a ascensão, através de elevador, a um miradouro panorâmico. No horário habitual da visita, até às 20 horas, os visitantes podem ainda ter uma experiência imersiva a espaços inacessíveis da ponte, através do recurso à realidade virtual e ao registo PhotoBooth para recordar esse momento.