José Saramago. ©Rogelio Cuéllar
Publicidade

Vinte actores a ler em palco a obra Todos os Nomes, numa maratona ininterrupta das palavras de José Saramago. Para assinalar os 20 anos da atribuição do prémio Nobel da Literatura, o Teatro D. Maria II (TNDM II), em Lisboa, homenageia na próxima sexta-feira o escritor.

Além da maratona, que vai realizar-se entre as 10 e as 19 horas na Sala Garrett, com entrada livre, o evento inclui uma cerimónia de tributo a Saramago, com intervenções de Germano de Almeida, Lídia Jorge, Ondjaki, Nelida Piñon e Mia Couto, intercaladas por leituras de felicitações recebidas pelo autor a propósito da atribuição do prémio, e incluídas no livro Um país levantado em alegria, do jornalista Ricardo Viel.

A obra, reeditada este ano, refaz o caminho da notícia do primeiro Nobel para a literatura em língua portuguesa, reconstituindo os dias antes e depois da atribuição do anúncio e revelando episódios desconhecidos. A sessão tem igualmente de entrada livre, mediante levantamento de ingresso na bilheteira do D. Maria II.

A homenagem “José Saramago: 20 anos Nobel” é uma iniciativa da Fundação José Saramago e do Gabinete do Primeiro-Ministro, em parceria com o Instituto Camões e o TNDM II.