Volta ao Algarve
Publicidade

A 45ª edição da Volta ao Algarve, de 20 e 24 de Fevereiro, vai contar com pelo menos dez equipas do WorldTour, o patamar máximo da modalidade, com as formações vencedoras dos rankings mundial, europeu e português de 2018, anunciou a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC).

“À semelhança dos anos anteriores, as formações de topo reconhecem que a corrida portuguesa, de classe 2.HC, a mais elevada do circuito Europe Tour, é essencial para lançar uma época de sucesso desportivo”, sublinha a FPC.

Entre as dez a doze equipas do WorldTour que vão participar na prova destaca-se a mais vitoriosa de 2018 e vencedora do ranking mundial por equipas, a belga Deceuninck-Quick Step.

Outras presenças confirmadas são a Bora-hansgrohe, da CCC Team, com o português Amaro Antunes, a Team Katusha Alpecin, com José Gonçalves e Rúben Guerreiro, ou a Team Sunweb.

Os conjuntos mais fortes do Europe Tour também marcam presença, destacando-se os belgas da Wanty-Groupe Gobert, equipa número um do ranking continental, os franceses da Cofidis, Solutions Crédits, número dois da mesma tabela, e a espanhola Caja Rural-Seguros RGA, do campeão nacional de fundo e contra-relógio, Domingos Gonçalves.

Aos colectivos internacionais vão juntar-se as nove equipas profissionais portuguesas: W52-FC Porto, Aviludo-Louletano, Efapel, LA Alumínios-LA Sport, Miranda-Mortágua, Rádio Popular-Boavista, Sporting-Tavira (vencedora do ranking nacional 2018), UD Oliveirense e Vito-Feirense-PNB.

“Os contactos para completar o pelotão estão adiantados. Dentro das próximas duas semanas divulgaremos a lista final de equipas participantes”, revela a FPC. A Volta ao Algarve vai ser composta por cinco etapas, com início em Portimão e chegada no alto do Malhão, concelho de Loulé.