Centro Geodésico de Portugal. | Fotografia: CM Vila de Rei
Publicidade

Chegámos ao centro geodésico de Portugal continental. O marco trigonométrico que assinala o ponto exacto fica no cume da serra da Melriça. A 600 metros de altitude podemos observar uma paisagem vastíssima, em que se destaca a Serra da Lousã e, com tempo limpo, a Serra da Estrela, quase a 100 quilómetros de distância.


Publicidade

RodaClássica

Lá em baixo fica a aldeia de xisto Água Formosa, abrigada por uma encosta soalheira. Ainda resistem os fornos a lenha e há um caminho calcetado que nos leva à fonte de água que deu nome à povoação, bem como uma ponte pedonal, recuperada há pouco tempo, que atravessa a Ribeira da Galega.

Fotografia: CM Vila de Rei

 

Um dos locais mais conhecidos de Vila de Rei é o Penedo Furado. É a estância balnear mais procurada do concelho, sobretudo pela sua água límpida e cristalina que lentamente vai correndo pelo leito através de uma passagem natural na rocha. Escalada, canoagem, slide e rappel são algumas actividades possíveis.

O nome da praia vem de um rochedo gigantesco com uma enorme abertura de feitio afunilado onde foi criado o Miradouro do Penedo Furado, de onde podemos admirar a magnífica paisagem de serras e montes revestidos de pinhais, a ribeira do Codes, a albufeira da Barragem do Castelo do Bode e algumas casas das povoações envolventes. Na zona mais baixa do penedo encontramos a “Bicha Pintada”, um fóssil que, segundo alguns estudiosos, terá mais de 480 milhões de anos.

Aldeia de xisto de Água Formosa. | Fotografia: CM Vila de Rei

 

No fim das aventuras naturais o mais difícil será escolher o que pedir à mesa. Sopa de peixe, bucho recheado e bacalhau à cobra são algumas das hipóteses, terminando a refeição com bolos fritos, tigeladas ou broas de mel, entre outras sobremesas de deixar água na boca.


Fique a conhecer melhor estes municípios e aproveite para planear as suas férias e visitar alguns destes locais. De carro, mota, bicicleta, caravana ou a pé; de uma vez só ou por etapas, a N2 pode ser feita de variadas formas. Visite a edição completa no link seguinte: Rota da Estrada Nacional 2.