Recordar a estratégia militar mais eficaz da história europeia

Seis municípios comemoram, no próximo fim-de-semana, o Dia Nacional das Linhas de Torres com várias actividades culturais e recreativas, como percursos a cavalo, baptismos equestres, geocaching, visitas guiadas, jantares com história ou provas de vinhos

Publicidade

No próximo sábado comemora-se o Dia Nacional das Linhas de Torres, que evoca a histórica fortificação que protegeu a cidade de Lisboa da terceira invasão francesa, nos inícios do século XIX. Para assinalar a data, os seis municípios que integram a Rota Histórica das Linhas de Torres vão promover ao longo do fim-de-semana diversas actividades culturais e recreativas, como percursos a cavalo, baptismos equestres, geocaching, visitas guiadas, jantares com história ou provas de vinhos.

Em Sobral de Monte Agraço as comemorações começam com a Marcha da Vitória, às 10 horas de sábado. À tarde, a “Crónica de uma (quase) batalha”, no Forte do Alqueidão, vai recriar o quotidiano de guerrilha e acampamento militar, oficinas de ferraria e marcenaria. A animação prossegue à noite, com a actuação de vários grupos de recriação.

No domingo, os visitantes são convidados a experimentar o Audiowalk. Caminhos Secretos de Sobral de Monte Agraço, lembrando o tempo em que portugueses e ingleses construíram a estratégia militar mais eficaz da história europeia para defender Lisboa do exército de André Masséna. Cada espectador vai fazer uma caminhada diferente, porque para cada um há uma nova banda sonora, composta por sons, músicas e vozes. O espectáculo integra o 2.º Manobras. Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas – ARTEMREDE e as inscrições decorrem até 19 de Outubro pelo e-amil cilt@cm.sobral.pt ou pelo telefone 261 942 296.

Loures, por sua vez, propõe no sábado de manhã o percurso pedestre “À descoberta das Linhas de Torres”, de 16 quilómetros, com passagem pelo Forte da Ajuda Grande, Forte da Ajuda Pequeno e Forte do Alqueidão. Ainda nesse dia vai haver mostra e venda de artesanato local no Centro de Interpretação das Linhas de Torres de Bucelas, percurso a cavalo pelos fortes e uma visita guiadas ao Museu do Vinho e da Vinha, entre outras actividades.

“Um palácio ocupado! O Palácio de Mafra e as invasões francesas” vai recordar o tempo em que o monumento foi ocupado pelo inimigo. A visita, no sábado, às 10:30, vai ser orientada por uma personagem da época. Quem preferir pode optar por um passeio a cavalo como um general, pelo Forte do Zambujal. Uma hora depois vai acontecer “Uma Aventura no Forte da Feira”, com um momento de geocaching.

Arruda dos Vinhos convida, no sábado, a uma degustação de vinhos e produtos regionais, acompanhada de um espectáculo musical, a partir das 11:30. Ao meio-dia, o público vai poder visitar o Forte da Carvalha – Obra Militar nº 10 ,antes de assistir à recriação histórica no Forte do Alqueidão.

No mesmo dia, Torres Vedras propõe um passeio em família até ao Forte de São Vicente, a partir das 10:30. “De mochila às costas, vem com os teus aliados, e quem sabe, levarás contigo memórias únicas de um tempo ido”. Às 20 horas, no mesmo espaço, vai realizar-se uma prova de vinhos da Cidade Europaia do Vinho 2018 e jantares com história com recriação de ambientes do século XIX. Os visitantes são ainda convidados a descobrir o que é isso do “vinho morto”.

Também no sábado, a partir das 8:30, Vila Franca de Xira organiza um percurso pelos fortes na 2ª Linha, no Centro de Interpretação das Linhas do Forte da Casa. Para as 11 horas está marcado o Open Day de baptismo equestres, e para o meio-dia uma prova comentada de vinhos no Morgado Lusitano, em Póvoa de Santa Iria.