As “Reflexões” de Bireswar Sen no Museu do Oriente

Publicidade

Numa exposição dedicada ao génio de Bireswar Sen (1897-1974), um dos mais importantes artistas paisagistas da Índia moderna, o Museu do Oriente mostra, a partir de 18 de Janeiro, a imensidão e majestade dos Himalaias em reflexão sobre a simbiose entre Homem e Natureza.

“Reflexões: Homem e Natureza. Pinturas de Bireswar Sen” traduz-se em 77 pinturas a aguarela e tempera, em cartões de pequenas dimensões divididos por quatro núcleos – “A magnificência da Natureza”, “Exploradores”, “Espaços do Sagrado” e “O Ritmo da Vida” – que permitem a observação desta simbiose, desde muito perto.

Extraída da colecção da Galeria Nacional de Arte Moderna da Índia, a exposição é organizada em colaboração com a Embaixada da Índia e pretende familiarizar os visitantes com o trabalho de Sen.

Com formação na Escola de Bengala, Bireswar Sen transportou, para a arte de retratar, o esplendor e a beleza dos poderosos Himalaias, se bem que em escala reduzida. Os seus trabalhos foram essencialmente realizados em papel, sendo do tamanho de um pequeno cartão, com uma esquematização cromática que contribui para a criação de um esquema monumental num espaço tão compacto. O uso da cor e a simplicidade no manuseamento do pincel acrescem à grandiosidade da Natureza.

A sua interpretação de escala, onde todos os elementos que fazem parte da Natureza absorvem e relativizam a existência do Homem, criam extensões que ficam gravadas na memória. Vistas panorâmicas, montanhas distantes e uma beleza sublime, caracterizam as suas paisagens em miniatura.

“Reflexões: Homem e Natureza. Pinturas de Bireswar Sen” está patente até 31 de Março.

Até 31 de Março Horário: terça-feira a domingo, 10.00-18.00 (à sexta-feira o horário prolonga-se até às 22.00, com entrada gratuita a partir das 18.00) Preço: 6 €