Publicidade

“Rapsódia” é como se designa a exposição de Clemente Araújo, que vai ficar patente de 2 a 23 de Fevereiro, na galeria do Theatro Club da Póvoa de Lanhoso. A abertura está marcada para o dia 2 de Fevereiro (sábado) às 17h30.

“Rapsódia” integra um conjunto de objectos decorativos, que vão desse uma mesa a um candeeiro, passando por quadros. São peças elaboradas por Clemente Araújo, a partir de restos.

Natural da freguesia de Verim, Póvoa de Lanhoso, Clemente Alberto Vieira de Araújo, após completar o antigo ensino primário, fez-se ao Porto, onde esteve cerca de seis anos, tendo aí feito o antigo ciclo preparatório. Já adulto passou cerca de 12 anos em New Bedford, Estados Unidos, onde constituiu família e trabalhou na área da jardinagem e na área hospitalar. Regressado ao seu país, há cerca de 26 anos, com o filho Tiago, de quem muito se orgulha, trabalhou em Braga no ramo farmacêutico. Hoje vive na sua terra natal, Verim, numa linda casa rústica que restaurou e, para além de se dedicar ao tratamento do seu quintal e à área da jardinagem, passa o seu tempo livre dedicando-se àquele amor que o persegue desde menino: fazer dos restos velhos maravilhosas “coisas novas”, que ia guardando nos recônditos da sua casa. Até que um amigo de infância, também ele regressado à sua terra natal, descobriu essas “coisas novas” e o convenceu a mostrá-las ao público.       

Galeria de exposições do Theatro Club
Largo António Lopes – Póvoa de Lanhoso

Horário de Funcionamento De terça a sexta-feira: 9h00-12h30 / 14h00-17h30 Em dias de espectáculo: 20h30 – 23h30