A Escola da Noite volta a apresentar em Coimbra a sua mais recente criação: “Cinzas…”

Publicidade

Estreado em Maio de 2018, “Cinzas…” reúne quatro peças do dramaturgo inglês Harold Pinter (1930-2008), escritas em momentos distintos da sua carreira: “A Black and White” (1959), “Língua da Montanha” (1988), “A Nova Ordem Mundial” (1991) e “Cinza às Cinzas” (1996). Em conjunto, elas oferecem uma panorâmica (entre as inúmeras outras que é possível construir) do universo do escritor, distinguido com o Prémio Nobel da Literatura em 2005.

Harold Pinter afirmava, sobre o lugar da literatura e o seu próprio “teatro político”: “há que evitar sermões a todo o custo”. A Escola da Noite partilha essa forma de encarar a criação artística mas nunca deixa, como Pinter nunca deixou, de olhar para o Mundo – o que está do outro lado da rua, o que é mostrado (e escondido) pelos ecrãs, o que cada pessoa carrega na sua memória.

Nestas quatro peças encontramos personagens confrontadas com diferentes formas de opressão e violência – refinada ou brutal; íntima, social ou de Estado; física ou psicológica. Sem referências explícitas a tempos e lugares e assentes nos notáveis diálogos que marcam a obra de Pinter, os textos seleccionados visitam cenários de pobreza, de tortura, de humilhações, de desamparo dos mais fracos perante várias formas de agressão com as quais todas as sociedades convivem.

Em “A Black and White”, duas idosas abrigam-se da cidade grande na leitaria onde diariamente comem a sua sopa e entretêm-se a ver passar os autocarros; em “Língua da Montanha”, outras duas mulheres visitam os seus familiares numa prisão política onde são proibidas de falar a sua própria língua; “A Nova Ordem Mundial” torna-nos testemunhas de um interrogatório cuja brutalidade radica exclusivamente nas palavras proferidas frente ao prisioneiro de olhos vendados; “Cinza às Cinzas” convida-nos a entrar numa sala de estar onde um casal de meia idade em conversa doméstica nos desvenda memórias (reais ou imaginárias) de um horror inominável.

Conduzida pela mão sábia e experimentada do mestre Rogério de Carvalho, esta primeira incursão da companhia no universo de Harold Pinter conta com as interpretações de Igor Lebreaud, Maria João Robalo, Miguel Magalhães, Ricardo Kalash e Sofia Lobo, espaço cénico de Ana Rosa Assunção, Jorge Ribeiro e Rogério de Carvalho, figurinos e adereços de Ana Rosa Assunção, desenho de luz de Jorge Ribeiro e sonoplastia de Rogério de Carvalho e Zé Diogo.

O espectáculo é recomendado para maiores de 16 anos e estará em cena no TCSB entre 21 de Fevereiro e 3 de Março, de quinta a sábado às 21h30 e aos domingos às 16h00. O bilhete normal custa 10 Euros, sendo praticados os descontos habituais para jovens, estudantes e maiores de 65 anos (6 Euros). Às quintas-feiras o bilhete tem o preço único de 5 Euros. É possível e aconselhável efectuar reserva antecipada de lugar, pelos telefones 239 718 238 ou 966 302 488 ou pelo endereço de e-mail geral@aescoladanoite.pt.

Depois da nova temporada em Coimbra, “Cinzas…” será apresentado na Covilhã (Teatro das Beiras, 9 de Março) e em Évora (Teatro Garcia de Resende, 22 e 23 de Março)