Regressar às Origens: Pela Xilogravura e Nunes Pereira

Publicidade

O Seminário Maior de Coimbra irá realizar uma exposição temporária sob o tema: “Regressar às origens pela xilogravura de Nunes Pereira”.

Este ‘Regresso às origens’ é um voltar os olhos para o ponto de partida de nós mesmos, a nossa família, a casa paterna, a aldeia ou lugar da nossa infância, as pessoas e lugares que nos são queridos e que têm marcas indeléveis na nossa essência.

Nunes Pereira era um filho da terra, a terra que trazia sempre no seu coração: Fajão. E, foi o amor a essa terra, gentes, serras e paisagens, que ele procedeu à recolha dos «Contos de Fajão».

Trata-se de um trabalho que tem hoje um profundo significado cultural e antropológico, social e artístico. Descreve um ‘Portugal’, uma sociedade, um tempo, um modo de ser pessoa; ao mesmo tempo, que nos faz rir, nos faz pensar e nos questiona sobre o modo como vivemos hoje.

Nestes contos entram figuras como o Senhor Doutor Juiz de Fajão, o Juiz da Relação do Porto, o almocreve, o Pascoal, o Senhor Bispo, o Senhor Prior, o sacristão, o oficial de diligências, o Escrivão e os estudantes da Universidade de Coimbra.

Desta forma, esta exposição estará patente no Museu de Nunes Pereira, no Seminário Maior de Coimbra, entre o dia 20 de Fevereiro e 31 de Outubro.