Coros Pequenos Cantores de Esposende e Ars Vocalis apresentam concerto de Páscoa

17 Abril, 22h00 – Igreja de Apúlia

Publicidade

Integrado na programação cultural da Semana Santa de Esposende, a Câmara Municipal de Esposende vai promover a realização de um concerto de Páscoa com o Coro de Pequenos Cantores de Esposende e Coro Ars Vocalis. Intitulado “SALMO”, o concerto vai decorrer no dia 17 de Abril, Quinta-feira Santa, às 22h00, na Igreja de Apúlia, e tem entrada livre.

A Semana Santa de Esposende associa-se, assim, à estreia da obra, com o mesmo nome, de Telmo Marques, uma obra para grande coro juvenil, soprano e decateto de metais. Neste contexto, juntam-se aos coros esposendenses, com Helena Venda Lima como Directora Coral, Diogo Zão ao Piano e comentários de Nuno Jacinto, nomes grandes do panorama musical nacional como os Portuguese Brass, a Soprano Dora Rodrigues e o Maestro Fernando Marinho.

O Coro de Pequenos Cantores de Esposende (CPCE) foi criado em 2009, no âmbito de uma parceria entre a Escola de Música de Esposende e a Câmara Municipal de Esposende. Pretende ser uma fonte de formação de músicos do futuro e, simultaneamente, do público do presente. Desta forma, pretende-se promover a produção nacional de obras dedicadas ao ambiente Pueri Cantores englobando a composição nacional contemporânea, a música para infância e a sonoridade coral. O CPCE editou dois CD’s, o primeiro em Julho de 2013, intitulado “Mudam-se os Tempos”, e “É tempo de Natal”, em Setembro de 2014, encontrando-se a preparar o seu terceiro disco, inteiramente dedicado à música sacra.

O Coro Ars Vocalis nasceu em 2009 no seio da Escola de Música de Esposende e do seu projecto educativo, tendo como base o trabalho realizado durante cinco anos com alunos da Escola Básica de Forjães, no âmbito do ensino articulado de música. Numa primeira fase, com 35 alunos, o grupo desenvolveu um trabalho musical dedicado à construção de hábitos vocais e corais, recorrendo sobretudo aos compositores portugueses que compuseram para este trabalho pedagógico, como Fernando Lopes-Graça e Sérgio Azevedo. Actualmente constituído por 55 cantores dos 15 aos 20 anos de idade, todos do concelho de Esposende, o grupo trabalha em formação de coro júnior, pretendendo desenvolver este conceito na prática coral portuguesa, com a perspectiva de “escola”.

O Coro Ars Vocalis gravou o seu primeiro disco em 2016, que integrou a publicação “Mare Nostrum”, do Município de Esposende, com obras originais encomendadas ao compositor Telmo Marques, sob poesia de autores portugueses ligada ao mar. Do mesmo compositor, estreou na Semana Santa de 2018 a obra “Procura”.

O Coro Ars Vocalis representa a continuidade do projecto de formação do Coro de Pequenos Cantores de Esposende. Os dois projectos estão, portanto, intimamente relacionados, numa lógica de sequencialidade etária e formativa. Sob a coordenação artística da Escola de Música de Esposende, o Coro Ars Vocalis é financeiramente apoiado, desde 2013, pelo Município de Esposende.

Estes projectos e o trabalho artístico que desenvolvem encontram-se reflectidos no cumprimento dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, que o Município de Esposende assumiu no seu plano de gestão, nomeadamente no que concerne ao ODS 4 – Educação de Qualidade, ODS 5 – Igualdade de Género e ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objectivos de Sustentabilidade.